Tecnologia

Banking as a service: com os consumidores prontos e recetivos, este é um mercado de rápido crescimento

Banking as a service

Banking as a service: com os consumidores prontos e recetivos, este é um mercado de rápido crescimento

O Banking-as-a-Service (BaaS) é uma das principais tendências a que o setor bancário tradicional deve ficar atento. Assente em extrair da tecnologia todo o seu potencial, o modelo BaaS permite que os bancos tradicionais alcancem novos clientes dos mais variados segmentos e são muitas as razões que conduzem o sector financeiro a uma nova fase:

  • Facilita a customização
  • Permite reduzir custos
  • Proporciona operações mais ágeis e mais simples

Um dos caminhos encontrados pelo sector bancário para implementar estas soluções tem sido através de parcerias com fintechs mais preparadas e especializadas na entrega deste tipo de serviços, uma vez que, já contam com soluções especializadas e preparadas para serem adaptadas a qualquer tipo de negócio.

Em cenários de Open Banking e Open Finance, o banking-as-a-service atua como ferramenta que permite acelerar a competitividade e atrair fortemente os clientes que aderem mais rapidamente a uma lógica de fidelização, resultado de uma experiência positiva. Trata-se de construir relações mais próximas e customizadas com os clientes que tiram assim partido deste sistema financeiro mais aberto na oferta dos seus serviços financeiros.

Trata-se sobretudo de uma nova abordagem à forma como os clientes consomem e às novas soluções que desejam e que se traduz na democratização dos dados e acessos. O modelo também está em linha com as novas tendências de consumo e a procura do consumidor por conveniência e serviços disponíveis 24 horas por dia e todos os dias da semana.