Segurança

Cinco conselhos para manter os dados pessoais a salvo

segurança

Os ciberataques são variados e afetam os sistemas de informação de múltiplas maneiras. Uma das consequências é a fuga de dados que afeta 41% das vítimas de ciberataques

A 28 de janeiro assinala-se o Dia Europeu da Proteção de Dados. Aproveitamos a efeméride para recordar cinco conselhos que podem ajudar a salvaguardar a sua informação.

No dia Dia Europeu da Proteção de Dados, que procura sensibilizar os cidadãos para a importância da proteção e segurança dos dados pessoais, a Sophos recorda algumas das medidas que o podem ajudar a salvaguardar-se e à sua informação. Especialmente, porque ainda existem muitos utilizadores que não têm consciência das vulnerabilidades em torno da privacidade dos dados, não obstante o Regulamento Geral de Proteção de Dados se ter tornado uma realidade em maio de 2018.

  1. Não baixe a guarda com as suas palavras-passe. As palavras-passe são a porta de entrada para todo o tipo de informação confidencial acumulada em cada conta pessoal e, se elas forem vulneráveis ou repetidas, é como deixar a porta aberta para encontrar a informação. As passwords devem ser complexas e fortes, com pelo menos oito caracteres, e incluir maiúsculas, minúsculas e números. Não devem ser partilhadas por várias contas. Estas regras devem também ser respeitadas, quando possível em dispositivos e aplicações que o permitam.
  2. Não clique em links recebidos por correio eletrónico. Através do phishing, os cibercriminosos suplantam a identidade de indivíduos ou empresas para aceder à informação confidencial dos utilizadores (passwords, dados bancários, etc.). Atualmente estes ciberataques estão muito presentes. Um estudo da Sophos revela que mais de metade das vítimas de ciberataques foram atacadas através de phishing. Analise os e-mails recebidos antes de clicar nos links e desconfie de pedidos inesperados para pedir ou confirmar informação confidencial.
  3. Proteja o seu telemóvel dos carregamentos USB. Carregar os telemóveis ou dispositivos em postos de carregamento USB públicos pode expor os dispositivos e os dados que contém a um roubo de dados, se o ponto de carregamento tiver sido afetado com algum malware. Para fazer frente a este tipo de ameaças, muitos smartphones, tablets e computadores incluem um modo seguro de carregamento ou acesso a uma porta USB para evitar a transferência de dados e proteger a conexão.
  4. Desconfie das redes de Wi-Fi públicas. As conexões a redes Wi-Fi abertas são pontos vulneráveis que muitas vezes não contam com garantias de segurança. As ferramentas de spoofing utilizadas pelos cibercriminosos transformam os dispositivos maliciosos em pontos de conexão Wi-Fi falsos, para que os utilizadores desprevenidos se conectem e exponham os seus dados. Se, ainda assim, um utilizador se conecta a uma rede aberta, é recomendável que não aceda a informação sensível (bancos, compras online) e que não descarregue arquivos desconhecidos.
  5. Utilize sempre um antivírus para o dispositivo móvel. Os telemóveis substituíram os computadores em capacidade e funções e acumulam uma grande quantidade de dados pessoais. É fundamental contar com um software de segurança que proteja os acessos e a informação que os nossos dispositivos móveis armazenam. Uma das melhores formas de dificultar a vida aos cibercriminosos é cifrar os dados e proteger o seu dispositivo através de um antivírus com ferramentas adicionais de segurança, como armazenamento de palavras-passe e um verificador de links e/ou conexões Wi-Fi, para que o dia a dia seja muito mais seguro.

Leave a Comment