congresso

Cibersegurança em debate

CyberSec TOPO

Numa altura em que se multiplicam os ataques às empresas e em que os dados ganham cada vez mais valor, importa perceber em que ponto estamos no que diz respeito à cibersegurança em Portugal.

 Em plena transformação digital, as empresas perceberam já a necessidade de procurar e implementar novos modelos de negócio de base digital, sob pena de perderem competitividade.

 Neste contexto de mudança, as oportunidades são proporcionais aos riscos e a verdade é que a digitalização exige que as organizações repensem a sua segurança.

 São estas as bases que lançam o debate e dão mote ao CyberSec Congress que se realiza no próximo dia 27 de abril em Oeiras.

 Um evento onde se pretende abordar a cibersegurança nas suas diversas vertentes desde questões mais genéricas, associadas à definição de standards e a imperativos legais, a questões mais práticas e às necessidades sentidas dentro das empresas por quem trabalha, efetivamente, na área da segurança.

 Mas o CyberSec traz também à discussão a segurança necessária em torno de duas áreas que vão ganhando cada vez mais relevo nos dias que correm: o IoT e os pagamentos móveis.

 Montepio, Vieira de Almeida, Conselho Superior de Magistratura, Miranda & Associados, Tugaleaks ou EasyPay são algumas das instituições que se disponibilizaram já para partilhar a sua experiência na área da cibersegurança. A abertura fica a cargo do Professor José Tribolet.