- Smartpayments News - https://www.smartpaymentsnews.com -

Mastercard e Angaza em parceria nos mercados emergentes

A Mastercard assinou um acordo com a Angaza, empresa de distribuição capilar de tecnologia, para mercados emergentes.  A parceria visa o desenvolvimento de uma solução de pagamentos digitais.

O sistema deverá aumentar o acesso de pessoas e pequenos negócios a necessidades básicas como sistemas de energia solar ou bombas de água. Será baseado em  tecnologia de monitorização e aferição “pay-as-you-go” (PAYG) da Angaza e em tecnologia da Mastercard:de soluções de pagamentos digitais e infraestrutura, como a tecnologia QR Code.

Um dos objectivos é desbloquear o acesso a necessidades básicas das pessoas, sem que estas tenham de recorrer a crédito ou a serviços bancários tradicionais. Trata-se de iniciar o caminho para a inclusão financeira.

Inclusão financeira

A iniciativa acontece depois da experiência lançada com a solução PAYG da Mastercard, no Uganda, durante o ano passado. O projecto incluiu uma interface de programação de aplicações que combina a tecnologia QR de baixo custo (aberta e interoperável) com um sistema de IoT (Internet das Coisas) para proporcionar pagamentos mais seguros e eficientes.

Os modelos de negócio PAYG estão a emergir em todo o mundo para darem às pessoas a capacidade de pagarem no momento por aquilo que utilizam, quando precisam, notam as duas empresas. “O modelo adaptado pela Angaza permite que produtos que mudam realmente a vida das pessoas, como sistemas de energia solar, fogões de cozinha limpos e bombas de água possam ser adiantados e entregues por um preço mais baixo”, refere um comunicado. Mais tarde, acrescenta, os consumidores podem, depois, fazer o pagamento desses produtos ao longo do tempo.

Dinheiro móvel

Actualmente, a maioria dos pagamentos efectuados na plataforma da Angaza são feitos através de numerário ou do chamado “dinheiro móvel” (permite às pessoas receber, guardar ou pagar através de um telemóvel). Com a integração da API da Mastercard, espera-se que a solução proporcione maiores níveis de flexibilidade e poupança nos pagamentos.

Além disso, a parceria pode abrir caminho a outras soluções, serviços ou ferramentas financeiras. “Uma vez que permite manter registos rigorosos dos pagamentos que vão sendo feitos, o utilizador consegue estabelecer uma identidade digital verificável, capaz de rastrear o seu histórico de crédito, informação que antes era absolutamente impossível de criar ou manter”, refere ainda o comunicado.