Meios de Pagamento

Fintechs europeias juntam-se para criar Unity Card

Fintechs europeias juntam-se para criar Unity Card
As fintechs europeias Loyaltek e Paynovate decidiram unir esforços para criar o Unity Card, um cartão de débito que pretende facilitar o acesso das populações a apoios financeiros humanitários. De acordo com as empresas responsáveis pela solução, este cartão pode ser personalizado para utilização numa determinada área geográfica, bem como num determinado tipo de lojas ou empresas.

“É um instrumento perfeito para estimular a economia local e evitar que o dinheiro desapareça em websites de comércio eletrónico estrangeiros, seja enviado para a família no estrangeiro ou seja investido em poupanças. O Unity Card, excecionalmente gratuito para as autarquias locais, já que estas são o primeiro nível do poder local, pode ser rapidamente disponibilizado em qualquer parte da Europa. Este cartão apoia a tomada imediata de medidas socioeconómicas eficazes, totalmente direcionadas, monitorizáveis e evolutivas no caminho para a recuperação económica, evitando todas as complicações inerentes à logística e à gestão dos processos de fazer chegar dinheiro às famílias e às empresas”, revelam a Loyaltek e a Paynovate em comunicado.

Robert Masse, fundador e CEO da Loyaltek e especialista na área dos pagamentos com cartão, acrescenta que “em toda a Europa as autoridades locais, regionais e nacionais estão à procura de formas que permitam mitigar os efeitos resultantes do confinamento obrigatório, que possibilitem preparar o regresso à vida normal e à recuperação económica, quer se trate de apoiar os comerciantes que tiveram de fechar os seus negócios, ou de ajudar uma mãe a alimentar os seus filhos. Mas o tempo está a esgotar-se, e coloca-se a questão de como alocar os recursos o mais rápida e eficientemente possível, evitando quaisquer riscos de fraude e garantindo que o dinheiro público serve o seu propósito: criar situações vantajosas para todos beneficiando a sociedade ao mesmo tempo.”

O Unity Card pode ser carregado e recarregado com qualquer quantia que se pretenda e funciona como um cartão de débito normal nos terminais de pagamento. O período de validade pode ser adaptado em função das necessidades e dos apoios a atribuir e os utilizadores poderão verificar o seu saldo, através de um código QR que se encontra na parte de trás do cartão, enquanto as autoridades emissoras poderão monitorizar, analisar, gerir e até ajustar a forma como os seus cartões estão a ser utilizados através de uma extranet, tudo em tempo real. Desde que foi lançada, a solução já registou 1 milhão de encomendas de cartões.