Inovação

Abertura de contas por videochamadas supera expetativas

A solução de banca digital Wizzio, que permite abrir uma conta bancária, através de autenticação por videochamada, potenciou o acesso remoto dos clientes dos bancos Millennium bcp e ActivoBank.

A solução de banca digital Wizzio, que permite abrir uma conta bancária, através de autenticação por videochamada, foi adotada recentemente pelos bancos Millennium bcp e ActivoBank. A solução implementada pela Novabase ultrapassou as expetativas dos bancos sobre esta nova forma de acesso remoto, especialmente na relação com clientes não residentes.

A propósito do lançamento do serviço de abertura de contas bancárias através de autenticação por vídeochamada, disponibilizado pelos bancos Millennium bcp e ActivoBank, a SmartpaymentsNews colocou algumas questões à Novabase, empresa que implementou a plataforma de banca digital Wizzio, desenvolvida pelo negócio de financial services da consultora nos bancos.

Fernando Guerreiro, Senior Manager da Novabase, salientou que a adesão está a correr acima das expetativas e que em 2019, a solução será alargada ao mercado segurador. Quisemos saber como se implementa uma solução como esta.

SmartpaymentsNews: Quanto tempo levou a desenvolver a solução para o Activo Bank e para o Millennium BCP?

Fernando Guerreiro: A solução é comum aos dois bancos e demorou três meses a ser desenvolvida. Adicionalmente investiu-se mais algum tempo em processos de quality assurance e integração.

Quais foram os obstáculos encontrados?

FG: O maior desafio prendeu-se com a necessidade de integrar os novos processos com os sistemas existentes, o que implicou alargar a fase de análise de requisitos, com especial enfoque no mapeamento de interfaces. Este foi um projeto estratégico para o Millennium bcp e para o ActivoBank em que o suporte funcional e tecnológico e a colaboração entre equipas foram fatores críticos de sucesso.

Foi um único projeto?

FG: A solução é única e está assente numa plataforma multi-cliente que suporta os dois bancos. Ambos os bancos usam a mesma plataforma apesar de terem MobileApps e front-ends distintos. Os processos entre os dois bancos foram alinhados para garantir uma maior simplicidade de manutenção.

Quais os objetivos da solução?

FG: Os dois bancos investiram em conjunto com a Novabase na criação da melhor experiência possível para um novo cliente. Com este objetivo, desde o início do projeto que foram efetuados testes de usabilidade com clientes-tipo.

Também a componente de guião de chamada, o chamado backoffice para consumo interno utilizado pelos gestores de conta, foi afinado em fase de testes para garantir a melhor usabilidade possível de todos os utilizadores.

A solução de abertura de conta por videochamada estará disponível noutros meios além do telefone?

FG: A disponibilização da abertura de contra por videochamada no canal web foi calendarizada para uma segunda fase.

As equipas de Segurança Digital das duas instituições foram envolvidas desde o início na definição da solução e, em fase de testes e certificação, efetuaram testes de penetração nas aplicações.

Quais foram os cuidados tomados e as medidas implementadas em matéria de segurança e proteção de dados?

FG: A solução implementada foi integrada com as soluções atuais de homebanking do Millennium bcp e do ActivoBank, garantindo as mesmas medidas de segurança que já existiam. As equipas de Segurança Digital das duas instituições foram envolvidas desde o início na definição da solução e, em fase de testes e certificação, efetuaram testes de penetração nas aplicações.

Qual tem sido a adesão dos clientes a esta nova modalidade de abertura de conta?

FG: Este projeto ultrapassou as expectativas do Millennium bcp e do ActivoBank. Especialmente, no que diz respeito a clientes não residentes, onde o acesso ao banco de uma forma remota é, sem dúvida, uma mais-valia muito significativa.

Este processo pode ser aplicado em todos os processos com risco equivalente que requeiram uma validação de identidade do cliente. A atualização de documentação e informação de cliente (KYC – Know Your Customer) ou o pedido de crédito até um limite definido para o nível de risco do cliente são disso exemplos.

Esta solução de videochamada pode ser adaptada a outros processos no sector bancário?

FG: Este processo pode ser aplicado em todos os processos com risco equivalente que requeiram uma validação de identidade do cliente. A atualização de documentação e informação de cliente (KYC – Know Your Customer) ou o pedido de crédito até um limite definido para o nível de risco do cliente são disso exemplos.

Quais são as potencialidades da plataforma de banca digital Wizzio, desenvolvida pela unidade de negócios de Finantial Services da Novabase?

FG: A plataforma Wizzio permite executar vários processos comuns do dia-a-dia das instituições financeiras, a que chamamos Digital Customer Journeys. Propõe ainda uma transformação digital do seu negócio de forma faseada, simplificando e criando uma experiência digital única e inovadora, ao mesmo tempo que garante a performance e segurança das operações.

Algumas dessas Digital Customer Journeys são abertura de conta, pedido de crédito, subscrição de fundos ou atualização de dados pessoais. Para 2019, está previsto o alargamento da solução ao mercado das seguradoras.