Meios de pagamento

O Banco de Portugal, publicou o Relatório dos Sistemas de Pagamentos de 2020

Banco de Portugal

O Banco de Portugal, publicou o Relatório dos Sistemas de Pagamentos de 2020 que traduz a evolução dos sistemas de pagamentos em Portugal e o que se perspetiva para os próximos anos

  • Em 2020, os pagamentos de retalho em Portugal diminuíram 9,2% em número e 4,1% em valor. Após seis anos de crescimento, esta redução deve-se à contração do consumo e da atividade económica em ano de pandemia.
  • As operações com cartão caíram, sobretudo com a redução dos levantamentos e das compras físicas. Apesar da quebra na sua utilização, os cartões de pagamento continuaram a ser o instrumento de pagamento mais usado pelos portugueses.
  • As compras online, cresceram em 2020: 32,3% em número e 9,6% em valor. Em dezembro, representavam 12,8% do número e 11,6% do valor agregado das compras efetuadas com cartões emitidos em Portugal.
  • O recurso ao contactless disparou em 2020. Nas compras presenciais com cartão, a pandemia resultou num forte aumento dos pagamentos com a tecnologia contactless, que cresceram 163% em número e 271% em valor. Em dezembro, 32% das compras em terminais físicos foram efetuadas com recurso a esta tecnologia.
  • As transferências bancárias também aumentaram, em grande medida por permitirem a realização de pagamentos não presenciais, sobretudo as transferências imediatas
  • O TARGET2-PT processou nove vezes o PIB português e começou a ser possível fazer transferências imediatas para outros países europeus.
  • Em 2020, a comunidade bancária nacional ligou-se ao serviço disponibilizado pelo Eurosistema que permite a realização de transferências imediatas entre países europeus (TIPS).