Comportamento

Dicas: como manter-se seguro a comprar online

compras seguras online

A Sophos publicou uma lista de dicas úteis para quem pretende comprar de forma segura nos sites de comércio electrónico

Comprar online é cómodo, mas tem também os seus perigos. Na hora de pagar, tenha em atenção estas dicas de uma empresa de segurança de redes e endpoint.

A lista de dicas da Shopos surge numa altura em que se multiplicam as iniciativas de promoções online relacionadas com a época de Natal, mas também acontecem a Black Friday (29 de novembro) e Cyber Monday (2 de dezembro). No entanto, aplicam-se em qualquer altura do ano. Sempre que faça compras online.

Para se proteger contra eventuais ataques e esquemas fraudulentos que todos os dias querem aparecer na sua vida, a Sophos recomenda-lhe oito boas práticas que deve começar já a implementar:

  • Use um filtro web. Os filtros web bloqueiam a navegação em websites que são conhecidos por serem usados como esquemas, ações de phishing ou como forma de disseminar malware.
  • Tenha cuidado com as aplicações móveis que descarrega já que podem conter phishing. No “Relatório de Ciberameaças de 2019”, a Sophos detectou um aumento de aplicações que, sem serem maliciosas no seu código-fonte, serviam de janela para sites de phishing que davam acesso a vírus nos seus terminais. Desta forma, os cibercriminosos conseguem aceder ao código fonte do Google Play ou da Apple App Store.
  • Utilize um gestor de palavras-chave. Os gestores de passwords criam, relembram-no e inserem as passwords por si e não tentarão fazer login em websites de phishing independentemente de serem muito semelhantes a websites legítimos. Se parece bom demais para ser verdade, é porque o é. Alguns esquemas usam marcas familiares ou amigos e família para passarem uma imagem de confiança. Mantenha-se alterta: se algo lhe parecer estranho, desconfie.
  • Verifique os seus extractos bancários regularmente. Eliminar todas as ameaças é bastante complicado, para não dizer impossível, é no entanto possível reduzir a possibilidade de ser vítima de fraude ou phishing verificando os extractos bancários e tendo um controlo especial dos gastos que estão fora do normal.
  • É importante rever os e-mails de confirmação de compra para assegurarmos que não se estão a realizar movimentos fraudulentos sem o nosso conhecimento.
  • Tenha atenção como e onde se liga. Os smartphones permitem-nos aceder à Internet e consultar ofertas em qualquer momento e lugar, mas, e se as redes Wi-Fi a que nos conectamos não são seguras? Os cibercriminosos simulam redes Wi-Fi gratuitas em cafés, estações de comboio ou espaços públicos com a intenção de aceder aos dispositivos das suas vitimas. Se não está convencido de que é uma rede segura, é melhor ligar-se ao seu plano de dados móveis.
  • Verifique onde clica. Tanto as empresas legítimas como os cibercriminosos jogam com a pressão do tempo e mostram ofertas com contagem decrescente como estratégia de vendas para gerar um impulso de compra no consumidor. É possível que receba ofertas atractivas com limite de tempo pelo que é importante parar, pensar e controlar os nossos impulsos antes de comprar para não cair em armadilhas de phishing por erro. Não faça “clique” se não está 100% seguro de que é uma página legítima e de confiança.
  • Cuidado com o typosquatting! O typosquatting é uma terminologia que alude a uma técnica que os cibercriminosos utilizam para se aproveitarem dos erros de escrita que os utilizadores cometem ao escrever nos seus dispositivos, em especial, nos smartphones e assim redirecionarem-nos para páginas web e domínios previamente registados que simulam ser páginas legítimas e que podem infectar os dispositivos com vírus ou software malicioso.