Congresso

Smartpayments Congress revela convergência do setor

Oeiras foi, durante dois dias, o centro do mundo dos pagamentos em Portugal. Os principais players tiveram oportunidade de tomar pulso ao mercado, estabelecer contactos com clientes e prospects, espreitar as mais recentes novidades e preparar mais um ano de trabalho e de engagement com os consumidores finais.

O Smartpayments Congress 2018 terminou. Durante dois dias, em Oeiras, os principais players do sector dos pagamentos tiveram oportunidade de tomar pulso ao mercado, estabelecer contactos com clientes e prospects, ver o que de novo se está a fazer e preparar um novo ano de trabalho.

O balanço dos trabalhos é positivo, como afirmaram os participantes abordados pelo Smartpayments News. A título de exemplo, o World Café, uma iniciativa desenvolvida no primeiro dia do evento que irá resultar num documento síntese, cativou os presentes e permitiu perceber que, para já, há mais dúvidas do que certezas sobre o que é o blockchain e sobre as metologias para o aplicar ao sector dos pagamentos e ao negócio das empresas.

Apenas para citar algumas das perspectivas, Mar Cruz, a nova directora-geral da Verifone, aproveitou a ocasião para se apresentar ao mercado português, no seu novo cargo, embora não seja uma cara desconhecida do sector nacional. Para a responsável, o congresso, “é um ponto de encontro importante para partilhar experiências com outros fornecedores, com os clientes, sendo abordados temas inovadoras”. É, sem dúvida “um tipo de espaço em que é necessário estar”.

Mais focada nos temas abordados durante as sessões, Paula Antunes, directora geral da Visa Portugal, sublinhou que “os temas são actuais” e que é possível atestar que “todos os players da indústria estão muito alinhados sobre as tendências e sobre o que são os desafios e as oportunidades. Há claramente uma convergência para entender o que é preciso fazer”. Se, por uma lado, os desafios colocados à indústria passam por “garantir a experiência dos clientes” é também claro que há outro tipo de desafios: “ao nível da segurança, da cibersegurança ou da protecção de dados associados aos pagamentos”, concluiu a responsável máxima da Visa, em declarações à Smartpayments Nwes.

Já quanto à inovação. Não pára. Organizações como a Ingenico ou a Verifone apresentaram o que de mais recente estão a desenvolver com foco na experiência do consumidor. Veja-se o caso deste simpático e inovador recepcionista de hotel.