Pagamentos

Retalho adere aos pagamentos contactless

Female electronic payment  close-up cell phone hand shop electronic reader

Até 2019, o valor global das transações efetuadas no retalho com recurso à tecnologia contactless deverá atingir o bilião de dólares segundo dados de um estudo recente da Juniper Research.

Neste grupo, a Juniper integra quer os tradicionais cartões de pagamento, como também telemóveis ou, até mesmo, os denominados wearables. Contas feitas, o valor mais do que duplica face aos resultados que deverão ser alcançados este ano e que não vão além dos 590 mil milhões de dólares.

O trabalho «Contactless Payments: NFC Handsets, Wearables & Payments Cards 2017 – 2021» dá ainda conta que os níveis de utilização dos cartões sem contato vão continuar a dominar as transações, representando 80% do total em 2019.

Até 2021, as transações sem contato por via dos cartões de débito e/ou crédito vão ultrapassar os dois biliões de dólares, a nível mundial segundo anuncia ainda o mesmo estudo da Juniper Research.

O trabalho chama a atenção para o facto de, em 2016, os cartões representarem então mais de 90% do valor das transações em muitos mercados europeus ao contrário do mercado norte-americano no qual esta posição estava totalmente invertida. Na verdade, ali este tipo de carteiras móveis representava 90% do total de transações sem contato.

No mercado português, a utilização de cartões contactless está ainda numa fase muito embrionária não existindo quer por parte dos utilizadores quer dos retalhistas o hábito de a eles recorrer.